Zeferino Lourenço Martins

Zeferino Lourenço Martins foi vice-cônsul na cidade de Santos, no Estado de São Paulo. Nasceu em Galegos, Penafiel, em 1858, filho de José Lourenço Borges e Maria Martins Coelho. Por causa da sua atividade junto dos outros emigrantes portugueses, foi agraciado com o título de Barão, a 11 de julho de 1909, pelo rei D. Manuel II.
 
Entre as suas várias obras de benemerência, contam-se, em 1927, as obras de carpintaria no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Cête, que custeou na íntegra; os donativos ao Hospital da Misericórdia, à Corporação dos Bombeiros Voluntários de Paredes e às Misericórdias de Paredes e Penafiel; o alargamento da estrada municipal que atravessava a freguesia de Cête, assim como a abertura de uma avenida desde a estação de caminho de ferro da referida freguesia até ao Mosteiro de Paço de Sousa; o patrocínio das consoadas atribuídas anualmente aos doentes do Hospital; os cursos noturnos de alfabetização para adultos, com prémios para os melhores; os peditórios cujas receitas reverteram na íntegra para a construção do Hospital.
 
Morreu aos 72 anos.
 
Fonte: textos de Alda Neto 
design by sainf.com
Irmandade da Misericórdia de Paredes © 2017